Quem são essas pessoas e o que você fez com meus amigos?–A Síndorme de Capgras

terça-feira, 24 de setembro de 2013

A Síndrome de Capgras ou Delírio de Capgras coloca a pessoa no meio de uma situação saída diretamente de um filme de horror. De um momento para outro as pessoas que você conhece não são mais elas mesmas. É como se tivessem sido trocadas por sósias e ninguém percebesse isso, somente você.

capgras manequim

Filmes como Invasores ou Os Invasores de Corpos são os primeiros que me vêm a mente. Na trama desses filmes uma raça alienígena toma posse do corpo das pessoas e praticamente ninguém nota. Infelizmente, para os que são afetados por esta síndrome, não existem alienígenas ou vilões.

 

Os delírios se apresentam comumente em pessoas que sofrem de esquizofrenia paranóica, ou que sofreram lesões cerebrais e demência. Existem casos relacionados a doenças neurodegenerativas. Já foi associada também a diabetes, hipotireoidismo e ataques de enxaqueca. A psicanálise afirma que esta síndrome pode ser resultado de um complexo de Édipo ou Electra.

 

capgras-delusion7O Delírio de Capgras pode ocorrer de forma aguda, transitória ou crônica. A pessoa pode não reconhecer apenas uma pessoa, alguns familiares ou todos que um dia conheceu, incluindo animais de estimação. Apesar de reconhecer os traços de seus conhecidos, o paciente acredita que aquele é um impostor. Em casos mais graves é possível que a pessoa ache que ele mesmo é uma cópia.

 

O tratamento indicado para este tipo de síndrome é a terapia individual, com o uso de técnicas cognitivas. Drogas antipsicóticas já foram usadas com relativo sucesso.

 

Somente o pensamento de vivenciar uma situação dessas me assusta. Como você se sentiria se um dia acordasse achando que todos ao seu redor não são seus amigos e familiares?

 

Fontes: PsychNet, Wikipédia, InfoEscola

1 comentários:

claudios 26 de setembro de 2013 08:38  

interesante isto, nunca tinha ouvido falar desta sindrome...
quando eu era criança, tinha seis anos, um dia vi minha avó sair a noite e ir no quintal buscar algo, quando ela voltou eu jurei que não era ela, que era outra pessoa, lembro que corri, me escondi e comecei a chorar com medo daquela nova avó, pasei dias correndo dela ate me acostumar, e ate hoje é como se a minha avó antes daquele dia fose outra e foi trocada.

mas, interesande saber que é apenas uma sindrome, eu achava que era real e algum et ou coisa assim a trocou.

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+