Os instrumentos de tortura do executor da Argélia

sábado, 14 de abril de 2012

Durante o período em que a Argélia esteve sob o controle da França a pena de morte era permitida. Durante aquele tempo era usada a guilhotina e quem operou a terrível máquina por mais de 200 vezes foi Fernand Meysonnier. Ele havia aprendido o ofício macabro através de seu pai, que exercia previamente a função.

museu da tortura chicote

museu da tortura ccadeiras

Quando a Argélia declarou independência, Fernand voltou para a França e tentou abrir um “museu da tortura” utilizando sua coleção pessoal. Para a infelicidade dele poucas pessoas se interessaram. O executor faleceu em 2008 e sua coleção passou para a filha, que agora tenta vender os itens em um leilão.

museu da tortura caveira

museu da tortura lamina

museu da tortura maos

Abaixo você verá mais algumas peças da mórbida coleção de Fernand Meysonnier, que apesar de terríveis nada tinham com sua profissão.

museu da tortura esquema

museu da tortura facao

museu da tortura prendedor

museu da tortura t e wth

museu da tortura gravura

museu da tortura algemas e chicote

museu da tortura apertar

museu da tortura armadilha

museu da tortura pedra

museu da tortura bola

museu da tortura contentor

museu da tortura tanga

museu da tortura setas

museu da tortura brasao

museu da tortura mascara 3

museu da tortura pendulo

Para ver mais fotos dos instrumentos de tortura clique aqui.

2 comentários:

Clara Alvarenga 17 de abril de 2012 01:46  

Que macabro!! O.O

Anônimo 30 de abril de 2012 13:37  

Nem imagino para que servia o nº 206!

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+