NASA aponta piores filmes de ficção científica

domingo, 2 de janeiro de 2011

2012 posterA agência espacial americana realizou uma conferência onde alguns filmes de ficção foram analisados do ponto de vista da ciência e a produção apocalíptica 2012, dirigida por Roland Emmerich, foi escolhida como a mais absurda cientificamente.

 

A NASA e a Science & Entertainment Exchange, um grupo de físicos que faz campanha por produções cientificamente mais autênticas, criou uma lista com filmes onde a ciência não é respeitada. O grupo é apoiado pelo ator Dustin Hoffman, que antes da fama trabalhava como químico em uma fábrica de café.

 

A lista traz títulos como O 6° Dia, onde uma pessoa era completamente clonada (com detalhes de fala e tudo mais) em poucas horas, Volcano – A Fúria, que retrata um super vulcão que aparece de repente em Los Angeles, Armageddon, onde um grupo de perfuradores de petróleo vão colocar uma bomba nuclear dentro de um meteoro em rota de colisão com a Terra e a lista continua.

 

Antes desta reunião o filme mais absurdo cientificamente era O Núcleo – Missão ao Centro da Terra. Nele um grupo de cientistas precisa ir ao centro do planeta para reativa-lo. Donald Yeomans, que trabalha na NASA, foi convidado a participar como consultor na produção deste filme, mas desistiu assim que leu o roteiro.

 

blade runnerA reunião não serviu apenas para esculhambar os filmes, mas para mostrar que existem bons exemplos de uso da ciência por Hollywood. Blade Runner – O Caçador de Andróides e Gattaca – Experiência genética foram apontados como um caminho a ser seguido pelos estúdios.

 

Um dos motivos de tanta preocupação por parte da agência espacial vem da resposta do público ao filme 2012. Atualmente existem muitas pessoas com medo do “fim do mundo” no próximo ano por causa do fim do calendário Maia, previsto para o dia 21 de dezembro de 2012. O filme dirigido por Emmerich ajudou a espalhar o pânico e a NASA teve que fazer um site especial para desmentir os boatos de que nossa existência estaria próxima do fim, pelo menos da maneira que foi apresentada no filme.

 

Entendo o lado dos cientistas que gostariam de ver sua área de conhecimento melhor retratada no cinema. Quem trabalha com computadores sabe muito bem o sentimento, mas não acho que se devam mudar as regras para fazer filmes. O que vamos ver no cinema é entretenimento. Se Bruce Willis vai explodir um asteroide numa situação completamente irreal, isso é cinema, não documentário. Filmes são feitos para nos divertir e é exatamente isso que espero.

 

Outro ponto importante é que eles só analisaram filmes muito conhecidos do público, afinal nenhum filme da Asylum (como Mega Shark vs Giant) foi citado.

 

Fontes: Worst Previews, The Australian

1 comentários:

Kid Bentinho 6 de janeiro de 2011 17:48  

Concordo contigo. Cinema é diversão, não uma defesa de tese científica.

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+