Seres transparentes e um imortal

sábado, 19 de junho de 2010

O mar é mesmo cheio de mistérios. Lá você encontra os mais diversos seres que se adaptam de maneira surpreendente ao ambiente que os cerca. Basta olhar para as criaturas que vivem em águas profundas para se ter uma idéia do quão alienígena é aquele pedaço do nosso planeta. Outra característica que me impressiona em algumas espécies do mar é o fato delas serem translúcidas, chegando até mesmo a ficarem quase que completamente transparentes. Abaixo estão listados apenas alguns deles, a lista conhecida é muito maior.

 

Larva de peixe-cobra (Blenniidae) – fotografado por David Liittschwager

transparentes blenniidae

Quando ainda são pequenos a maior parte dos peixes é muito indefesa, servindo como alimento até mesmo para outros da sua espécie. Uma boa maneira de se livrar deste tipo de problema é se tornando “invisível”, como os filhotinhos de peixe-cobra. Esta estratégia é adotada por muitas espécies de peixes durante a fase de larva.

 

 

Hidromedusa – fotografado por David Wrobel

transparentes hidromedusa

Habitando o fundo do oceano Pacífico, este ser bioluminescente traz realmente uma boa lembrança do ser mitológico que o inspirou. Trata-se de uma fase do ciclo de vida da água-viva. Machos e fêmeas da espécie soltam espermas e óvulos na água onde se encontram e formam pólipos como o visto acima.

 

Phronima – fotografado por Solvin Zankl

transparentes phronima

Apesar de seu pequeno tamanho (2,5 cm), este crustáceo não é brincadeira. As fêmeas atacam sua presa e consomem a parte interna do corpo deles. Depois utilizam a carcaça como um ninho gelatinoso para sua cria.

 

Larva de linguado – fotografado por David Liittschwager

transparentes linguado

Assim como o primeiro de nossa lista, a larva do linguado também utiliza a transparência como camuflagem para fugir dos predadores. Quando a espécie chega a fase adulta ela perde esta característica. Uma curiosidade sobre este peixe é que durante a fase de larva ele tem um olho de cada lado, como a maior parte dos peixes. Quando se tornam adultos passam a nadar de lado e um dos olhos se desloca para que fiquem os dois do mesmo lado.

 

Larva de lula – fotografado por David Liittschwager

transparentes lula

Não estou falando da versão infantil do presidente, mas da fase larval deste tipo de molusco. A curiosidade sobre eles é que o próprio pode controlar sua pigmentação flexionando e relaxando os seus músculos. Isso é usado para mudar rapidamente de cores evitando predadores ou até mesmo durante o acasalamento.

 

Lula de vidro – fotografado por David Wrobel

transparentes lula de vidro

Vivendo nas águas profundas do oceano Pacífico, esta espécie de lula consegue iluminar certas partes de seu corpo para achar um par na escuridão do fundo do mar.

 

Água-viva – fotografado por Bill Curtsinger

transparentes agua viva

Quase metade de todas as espécies de águas-vivas possuem características bioluminescentes, sendo que quase todas que vivem em águas profundas possuem esta característica. Esta luz é feita por uma reação química natural e serve para distrair predadores.

 

Peixe de gelo da Antártica – fotografado por Russ Hopcroft

transparentes peixe de gelo

Este peixe produz uma espécie de anticongelante natural que lhe permite viver em temperaturas impossíveis para a maior parte dos peixes. Cientistas estão descobrindo que a vida nos pólos do planeta, em águas muito frias, pode ser mais diversa do que se imaginava inicialmente.

 

Larva de tamarutaca – fotografado por David Liittschwager

transparentes tamarutaca

Agora, enquanto é apenas uma larva, você pode não dar muita importância a ele, mas quando o carinha cresce tudo muda de figura. Sua pata é muito poderosa, podendo “dar um soco” a uma velocidade de 23 metros por segundo e gerar uma força de mais de 100 vezes o seu peso. Ele faz uso disso para quebrar o casco de caracóis e outras presas.

 

Estrela do mar girassol – fotografado por Emory Kristof

transparentes estrela do mar

Trata-se da maior espécie de estrela do mar do mundo. Possui entre 16 e 24 braços que podem ser usados para pegar as mais variadas presas, de caracóis a outras estrelas do mar. Este espécime visto na foto está na beira de um vulcão submerso e tem braços de até um metro. Para os que pensam que as estrelas do mar não se mexem, saibam que ela pode chegar a se locomover a um metro por minuto.

 

Turritopsis nutricula – fotografado por Peter Schuchert

transparentes turritopsis nutricula

Para finalizar conheça o único ser imortal que se tem notícia por enquanto em nosso planeta. Trata-se de uma espécie de água-viva que pode reverter da fase de maturidade sexual para a de pólipo e depois voltar a seu bel prazer. E ele faz isso com seu corpo inteiro. Já imaginou? Decidir aos 50 anos voltar a forma física de 18 e começar tudo de novo? Só sendo uma água-viva mesmo. Cientistas não sabem precisar qual a expectativa de vida destes seres pois eles decidem o seu próprio rumo. Ficou com inveja?

 

Fontes: National Geographic, Yahoo! Green

5 comentários:

Luciana 20 de junho de 2010 14:02  

Por favor corrija este post, lula é um molusco não um crustácio.

Dmitry 20 de junho de 2010 14:26  

Valeu a lembrança. Me passei batido quando estava revisando o texto.

Wall-e 22 de junho de 2010 11:36  

Lula não é molusco nem crustácio, é um mamifero mais precisamente um burro e neste momento ocupa a cadeira de presidente da republica.
E graças a bom Deus ele não é imortal.

Anônimo 22 de junho de 2010 23:42  

Imortal q nada! Eu mato esse bicho num instante.rsrsrs.

presto 10 de julho de 2010 13:36  

"Para finalizar conheça o único ser imortal que se tem notícia"


Pesquisadores estao estudando a Hebe com fortes indicios que a mesma tenha mais de 3000 anos...

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+