Qual o futuro de Freddy Krueger?

quarta-feira, 19 de maio de 2010

a hora do pesadelo 2010 Há pouco mais de um ano escrevi aqui um texto onde explicava meus medos e esperanças com esta refilmagem de A Hora do Pesadelo (clique aqui para ler). Freddy Krueger foi um dos meus heróis da infância, assisti a todos os filmes e adorava odiar o personagem. Exatamente por isso minha primeira preocupação era com a abordagem que o ator Jackie Earle Haley daria ao vilão.

 

Os tempos são outros e a maneira como novos espectadores se relacionariam com Freddy com certeza mudou. Desde os trailers pude perceber que ele havia perdido o senso de humor espalhafatoso. O Freddy de Robert Englund (que interpretou o personagem em 8 filmes) se divertia horrores com o sofrimento de suas vítimas e chegava a gargalhar diversas vezes. O novo Freddy é mais irônico. Seu senso de humor é muito mais violento e próximo do mundo real. Ele não quer rir de suas vítimas e sim observar seu sofrimento.

 

Outro ponto que foi uma grande discórdia entre as pessoas que já assistiram ao novo filme é a maquiagem usada para compor o personagem. Muitos reclamam que o novo Freddy não tem muitas expressões em seu rosto, que a atuação de Jackie é estática. A meu ver os produtores e o ator resolveram utilizar uma abordagem próxima a realidade. Quem já viu pessoas queimadas severamente sabe que é comum que o rosto perca a expressividade devido às queimaduras. Na verdade toda a pele perde a elasticidade, sendo inclusive necessária fisioterapia para preservar os movimentos. A boca de quem passou por isso também passa por um problema sério de mobilidade, assim como o Freddy Krueger de 2010. Eu realmente gostei deste ponto do filme.

A Nightmare On Elm Street

Agora você me pergunta se o filme é bom. Minha resposta é que ele tem seus problemas, mas eu me diverti bastante com ele. Das refilmagens criadas pela Platinum Dunes (Sexta-Feira 13, A Morte Pede Carona, etc.) esta foi sem dúvida a melhor. O diretor Samuel Bayer, que faz sua estréia nos cinemas depois de uma carreira de sucesso no mundo dos videoclipes, desempenhou bem o papel. Os efeitos especiais podem decepcionar em alguns momentos, mas o saldo final foi positivo. Para mim foi um bom pontapé inicial para a franquia.

 

freddy quadro Sobre a mudança nas origens do personagem só posso dizer que atualmente a pedofilia é um tema muito recorrente na mídia, por isso é justificável dizer logo de cara o que Freddy fazia com suas vítimas. O ator soube parecer aquela pessoa mais velha confiável, que os pais gostam. É um aviso para que as pessoas sempre fiquem de olhos abertos para adultos que demonstram muito interesse em seus filhos. Quantos “Freddys” não existem em escolas, igrejas, lojas de brinquedos entre outros lugares freqüentados por crianças? Em diversos momentos da franquia antiga fica insinuado que ele seria pedófilo, inclusive uma cena onde ele lambia de forma asquerosa a foto de uma criança.

 

Se você é fã de Freddy ou se nunca viu antes o personagem pare de dar ouvidos ao que os críticos estão dizendo. Assista e tire suas próprias conclusões. Se não gostar, pelo menos sua opinião será embasada no que você pensa e não na dos outros. Na verdade, acho que isso vale para quase qualquer filme.

 

Até agora o filme, que custou 35 milhões de Dólares, já arrecadou mais de 73 milhões em todo o mundo. Um bom número que deverá garantir ao personagem alguns novos pesadelos em uma possível continuação.

1 comentários:

Marcio Melo 2 de junho de 2010 23:21  

Estou triste que até hoje não consegui assistir :/

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+