Consumo de chocolate e depressão associados

sábado, 1 de maio de 2010

chocolate e rosas É de conhecimento comum que comer chocolate faz o corpo liberar neurotransmissores como a endorfina, um hormônio que visa o relaxamento e o prazer. O poder do chocolate na cabeça das pessoas é tão grande que uma pesquisa realizada em 13 países indica que as mulheres preferem o doce a sexo. Aqui no Brasil 83,6% delas colocaram o chocolate no topo da lista.

 

Um novo estudo realizado pela Universidade da Califórnia e pelo National Heart, Lung and Blood Institute encontrou uma ligação entre a quantidade de chocolates que uma pessoa consome e a depressão. O estudo observou 931 adultos com idade média de 58 anos onde 70% são homens. Nenhum deles tem diabetes ou qualquer doença cardiovascular nem está tomando qualquer antidepressivo.

 

CHOCOLATE coracao As pessoas que estavam participando da pesquisa foram questionadas sobre a quantidade de chocolate que comiam durante a semana. Os participantes também responderam a um questionário sobre sono, ânimo/disposição e hábitos alimentares para determinar se eles poderiam estar deprimidos.

 

Através de uma escala de notas fica claro se a pessoa deve ou não ser encaminhada para um psiquiatra onde novos testes serão feitos para indicar, se for necessário, um tratamento. Pacientes com notas menores que 16 não são considerados deprimidos, aqueles que ficaram com notas entre 16 e 22 são possivelmente deprimidos e o que ficaram com mais de 22 são considerados provavelmente deprimidos.

 

O estudo mostra que as pessoas não consideradas deprimidas comiam 153 gramas de chocolate por mês, os considerados possivelmente deprimidos comiam 238 gramas mensalmente e os provavelmente deprimidos eram os que mais comiam, com 334,4 gramas por mês. A ligação entre o consumo de chocolate e a depressão foi praticamente a mesma entre homens e mulheres

 

Beatrice Golomb, professora de medicina na Universidade da Califórnia e um dos autores do estudo, acredita que o chocolate tenha fatores antidepressivos e esta seja a causa do maior consumo por parte dos deprimidos. Não foi determinado se o chocolate causa a depressão destas pessoas ou se ele a ameniza.

 

bolo_chocolate1 A pesquisa também observou o consumo de outros alimentos como peixes, frutas e vegetais mas nenhuma ligação foi encontrada. Também foi visto o consumo de cafeína para determinar se havia alguma ligação entre o composto químico e a depressão mas somente o chocolate apresentou variações concretas com o número de deprimidos.

 

Eu devo dizer que como mais chocolate do que deveria pois gosto muito do sabor, mas não me considero uma pessoa deprimida, apenas um apreciador desta maravilhosa iguaria. Você consome muito chocolate? Ele lhe faz feliz?

 

Fonte: This Blog is Mine, The Wall Street Journal

2 comentários:

Anônimo 1 de julho de 2010 14:17  

Eu acho que tem muito fundamento essa pesquisa. Quando li apliquei automaticamente ao meu caso, pude perceber que eu consumia muito mais choclocate antes, num periodo que estava meio deprimida e sentia muita necessidade de consumir grandes quantidades de chocolate. Hoje, estou numa otima fase, ja ñ sinto tanta necessidade, embora ame e adore de paixão o sabor do chocolate, mas deixou de ser uma necessidade vital.

Alcio Domingues 25 de novembro de 2010 23:30  

Esta pesquisa é um fato, sem dúvida. Porém associado a depressão ou não, é inegável o quanto é delicioso degustar um bom chocolate.

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+