#MusicMonday – Renato Russo

segunda-feira, 29 de março de 2010

renato russo No último sábado (27/03) Renato Russo completaria 50 anos de idade. Ele ficou conhecido nacionalmente pela sua banda Legião Urbana, mas também tinha trabalhos pessoais. Renato sempre foi muito direto em suas letras, que variam de temas políticos a músicas românticas rasgadas. A Legião Urbana emplacou diversos hits e mesmo passados 13 anos de sua morte ele ainda é admirado entre pessoas de diversas faixas etárias, incluindo jovens.

 

Por causa do aniversário do cantor a coluna musical desta semana será especial. Ao invés de cinco músicas como sempre, teremos sete, uma para cada disco dele (sem contar as coletâneas ou lançamento póstumo). Foram seis com a Legião (Legião Urbana, Dois, Que País é Esse, As Quatro Estações, V, O Descobrimento do Brasil e A Tempestade) e entre os discos solo serão dois (The Stonewall Celebration Concert e Equilíbrio Distante). Como sempre é só clicar no título da música para ler a letra.

 

Ainda é Cedo – Em seu disco de estréia a Legião já mostrava a que vinha. Foram diversas músicas entre as mais pedidas na rádios e entre elas estava Ainda é Cedo. Acredita-se que ela foi escrita para a noiva de Renato, que se separou dele por causa de seu gênio difícil.

 

 

“Índios” – Apesar de seu título e de sua letra, Renato dizia que esta música não falava de índios, mas de “Índios”. Especula-se que esta canção foi escrita após uma tentativa de suicídio de Renato, por isso o trecho "Eu quis o perigo e até sangrei sozinho entenda...". Mesmo assim os versos da música mostram muitas coisas semelhantes ao que ocorreu com os índios na história de nosso país.

 

 

Faroeste Caboclo – Esta foi uma das primeiras músicas da banda a me chamar a atenção. Quando criança eu amava a história de João de Santo Cristo, um rapaz que se muda do interior do nordeste brasileiro para Brasília. Lá sua vida vira de ponta cabeça e ele se torna uma criminoso perigoso. Faroeste Caboclo é uma das músicas mais complexas da Legião com 159 versos que não se repetem. É praticamente um roteiro cinematográfico esperando ser filmado. Na verdade sua versão cinematográfica já está em produção. Enquanto o filme não chega confira abaixo uma animação baseada na canção feita pelo pessoal do PeixeAquático.

 

 

Meninos e Meninas – O disco As Quatro Estações foi considerado um dos mais inspirados da banda inclusive por Renato Russo. Nove de suas onze músicas estão entre as mais conhecidas da banda e é nesta canção que o cantor grita para os quatro cantos que ele é bissexual.

 

 

O Mundo Anda Tão Complicado – Em um disco tão pesado como V é legal ver uma canção tão bonitinha como esta. São versos sobre o cotidiano e a vida a dois. Qualquer casal que se gosta e já passou por uma mudança vai se identificar com ela. O disco V foi lançado no mesmo ano em que o cantor descobriu ser portador do vírus.

 

 

Perfeição – Acho incrível o poder de algumas canções para se manterem atuais mesmo depois de décadas. Acho que nosso país não muda mesmo. São diversos versos diretos sobre problemas de nossa sociedade como a violência, a política e a estupidez de tudo isso. Talvez Renato Russo já visse em 1993 que as coisas nunca iriam mudar no Brasil.

 


 

Cathedral Song – O disco The Stonewall Celebration Concert foi o primeiro disco solo de Renato. Foi todo interpretado em inglês e homenageava os 25 anos da rebelião de Stonewall, um conflito entre policiais e a comunidade LGBT. Entre suas faixas está The Cathedral Song, uma composição da cantora alemã Tanita Tikaram.

 

 

Strani Amori – O segundo álbum solo do cantor foi todo feito em italiano. Ele viajou para o país procurando conhecer mais sobre a cultura da Itália, ao voltar gravou diversas músicas de sucesso daquele país, entre elas Strani Amori, um dos maiores sucessos da cantora Laura Pausini. O vídeo desta canção é o último gravado pelo cantor.

 

 

A Via Láctea – O álbum A Tempestade foi gravado quando o cantor já sentia os sintomas da doença que viria a tirar-lhe a vida no ano de lançamento deste disco. Entre suas músicas estão temas tristes e melancólicos, como esta canção, apesar de ter um refrão otimista. É extremamente infeliz você escutar os versos dela e pensar no que o cantor estava passando em seus últimos dias de vida.

 

 

Infelizmente a AIDS tirou do mundo mais um cantor/compositor fenomenal. A obra de Renato Russo está imortalizada e será sempre lembrada por praticamente todos que já escutaram pelo menos uma música da Legião Urbana. Como fã da banda e do cantor aproveito esta data para relembrar composições tão fortes e tão importantes na minha juventude.

3 comentários:

Catarina Müller 30 de março de 2010 01:03  

Fala como se fosse velho: "minha juventude..." hehehe
Mas, brincadeiras a parte, AMEI a seleção dessa semana. Sou fã de carteirinha do Renato e da Legião.
Parabéns pela lembrança.

Irmão Fabiano 30 de março de 2010 09:56  

Para a "nossa geração" de blogueiros, Legião Urbana deve ser o grupo favorito de 9 em 10.
Para mim, a melhor banda que o Brasil já teve, especialmente pela 'cabeça pensante' de Renato Russo.
Não só pelas letras únicas, mas por uma melodia cativante não há como não gostar da Legião.
Quem nunca acompanhou verso a verso uma letra da Legião???
Grande seleção, muito embora se fossemos colocar as melhores músicas do grupo teríamos umas 40 melodias, hehehe.
Abraço e parabéns pelo post.

Psy BloGG 1 de abril de 2010 12:38  

REALMENTE LEGIAO EH E SEMPRE SERÁ A MELHOR BANDA NACIONAL DE TODOS OS TEMPOS (PROFUNDO)CRESCI ESCUTANDO E ATE HJ ESCUTO MUITO LETRAS SUPER INTERESSANTES E COMO FOI CITANO NO POST AINDA HOJE ATUAIS MUITO BOM O POST PARABENS ALIAS O BLOG TB EH MUITO BOM ! VLLWS

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+