#MusicMonday – Drogas

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Devido ao Carnaval a coluna semanal de músicas aqui do Pipoca foi interrompida. Até pensei em fazer uma lista sobre o tema, sugerida por Catarina, mas acabei esquecendo. Agora voltamos com nossa programação normal e toda segunda você encontrará aqui uma lista de cinco músicas que serão ligadas por um tema. Se quiser sugerir um novo tema ou citar alguma música que tenha ficado de fora, pode entrar em contato pelos comentários. Para ver este e outros temas que já passaram pela coluna #MusicMonday clique aqui. Esta semana o tema será: “Drogas”.

 

Os índices de consumo de drogas aumentam muito durante o carnaval e por isso nada melhor do que utilizar a música para mostrar o caminho contrário. Abaixo estão 5 canções que mostram como trilhar o caminho contrário ou simplesmente como isso é ruim. Para ver as letras das músicas clique nos títulos.

 

Kicks – Acredita-se que esta foi uma das primeiras músicas antidrogas da história. Ela foi escrita por um casal de compositores que tinham a esperança de tirar uma amiga deste caminho com o  auxílio da música. Paul Revere and the Raiders, banda que gravou a canção, tinha o curioso hábito de se apresentar vestida como soldados da guerra civil americana.

 

 

Heroin – A banda Velvet Underground não fez grande sucesso quando esteve unida, mas é considerada uma das mais importantes e influentes da história do rock. Em seu álbum de estréia uma das músicas tinha o sugestivo título de Heroin (Heroína) e tratava especificamente sobre isso. Em sua letra é retratado o vício na droga e como isso toma a vida da pessoa. É curioso como o ritmo da música aumenta sempre que se fala na droga e no momento em que ela é aplicada, diminuindo logo em seguida.

 

 

Mr. Brownstone – Slash e Izzy, da banda Guns N’ Roses, estavam conversando sobre como era ser um viciado em heroína e acabaram criando a letra desta música no improviso. Brownstone (pedra marrom) é uma maneira de se referir a esta droga e em certo ponto da letra é retratado como o viciado em heroína precisa estar usando uma quantidade cada vez maior para se satisfazer.

 

 

It’s Been a While – Falando sobre o vício, mas sem nunca se referir a uma droga específica, esta música trata de vários aspectos da vida de uma pessoa que está há algum tempo nesta vida. Perda de memória, relacionamentos que se perderam e as consequências do uso de drogas estão entre os temas desta canção que acabou se tornando extremamente conhecida por fazer parte da trilha sonora de Efeito Borboleta.

 

 

Walking Alone – Não é um fato muito conhecido mas o vocalista Billie Joe Armstrong passou por poucas e boas devido ao vício em álcool (oficialmente era só isso). Quando estava gravando o álbum Nimrod ele dedicou três canções ao tema, sendo Walking Alone a mais explícita. Aparentemente ele se acertou depois e passou a focar em temas políticos.

 

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+