Técnicas de espionagem utilizadas para impedir massacre de golfinhos no Japão

sábado, 3 de outubro de 2009

golfinhos taiji Por algum tempo um email circulou pela net mostrando fotos do mar pintado de vermelho, enquanto golfinhos eram encurralados e massacrados em um ponto da praia de Taiji, no Japão. Este absurdo movimenta um mercado bilionário onde um golfinho pode ser vendido pelo valor de 500 Dólares pela carne e até 150 mil Dólares para ser colocado em parques como o Sea World.

 

Ric O’Barry faz parte da história dos golfinhos, pois nos anos 1960 ele prendeu e treinou seis destes mamíferos para que eles interpretassem o icônico Flipper. Anos depois o treinador percebeu que um de seus animais estava tentando se matar e chegou a conclusão de que golfinhos não foram feitos para viver em tanques, por isso O’Barry é hoje um ambientalista que advoga pela libertação deles.(Precisava tanto para perceber que golfinhos não devem viver presos?)

 

O treinador se uniu ao documentarista Louie Psihoyos para mostrar a terrível realidade do parque nacional de Taiji e suas consequências como o massacre de golfinhos e a venda de carne contaminada por mercúrio para a rede escolar japonesa.

golfinhod taiji

Gravar este filme não foi nada fácil pois a cidade se aparenta como um local que ama os golfinhos e as baleias. Os pescadores não queriam que seu segredo sujo fosse exposto ao mundo e colocaram pessoas e policiais para perseguirem a equipe de filmagem. As táticas que foram usadas para realizar o documentário são dignas dos mais hollywoodianos filmes de espionagem. O resultado choca até mesmo os japoneses que viram as cenas. Confira o trailer de The Cove abaixo.

O filme fez com que a mídia virasse seus olhos para a cidade e fizesse com que um grande número de jornalistas visitassem Taiji no último dia primeiro, quando começa a temporada dos golfinhos na região e consequentemente a matança. Desta vez os golfinhos não estão morrendo graças a presença de O’Barry.

cabeca de golfinho

Infelizmente os pescadores estão deixando claro que a presença de Ric e da mídia são as únicas coisas que impedem a morte dos animais e nós sabemos que ele não pode ficar lá para sempre, até porque os custos são altos. O aumento da pressão popular no Japão por uma legislação proibindo a morte de golfinhos seria a única maneira de acabar com este absurdo, mas infelizmente as pessoas não parecem muito dispostas a isso. Abaixo você pode ver um pouco do que acontece em Taiji. No site Take Part (clique aqui para visitar) você pode ver como ajudar nesta luta, inclusive com voluntariado.

 

Será que é difícil saber qual o lugar certo para os golfinhos? Não vá a shows com golfinhos em cativeiro, não contribua com esta prisão.

golfinhos no tanque 
golfinhos naturais

Fonte: Eco Worldly

11 comentários:

Anônimo 4 de outubro de 2009 10:56  

Porque as pessoas tem pena dos golfinhos e não tem pena das vacas, porcos, aves e peixes? Sei lá, eu também gosto de golfinhos, não os como. Mas como carne de vaca, galinha e peixes... será que uns tem mais direitos do que os outros? A morte das vacas, aves e peixes também não é uma das mais belas...

Anônimo 4 de outubro de 2009 21:43  

Golfinhos não são animais de criação doméstica. Tem inteligência e desenvolvimento social imensamente superior a galinhas, peixes, vacas. A maneira que são encurralados, arrastados e furados é bem mais curel que o abate de galinhas e bois em locais legalizados.
Desconsiderando isso tudo, a batalha pelo abate com o mínimo de sofrimento possível para qualquer espécie é válida, assim como admirável quem consegue se abster de comer a carne de qualquer animal.

Malu 6 de outubro de 2009 08:58  

Que crueldade!
Parece que o homem vive transformando água em sangue, é assim nas águas gélidas do Canadá quando mata os filhotes de focas, é assim nas águas da Dinamarca quando matam inúmeros golfinhos por causa de um ritual, um costume para “mostrar” a passagem à idade adulta. É de uma atrocidade absoluta...

Anônimo 8 de outubro de 2009 09:07  

Assistam ao documentario "earthlings" ou "terraqueos" em português, no google videos tem ele completo e legendado, fala sobre a relação do homem com o animal, e vcs vão ver que essa crueldade aí com os golfinhos é apenas a ponta do iceberg!

... 8 de outubro de 2009 15:03  

eu gostaria de experimentar a carne...
e se o ramo da dinheiro, eu trabalharia junto :D

Anônimo 8 de outubro de 2009 16:59  

"Golfinhos não são animais de criação doméstica. Tem inteligência e desenvolvimento social imensamente superior a galinhas, peixes, vacas"

Meio Nazista esse seu comentario heim amigo... mas voltando ao topico, concordo com o outro anonimo..."orque as pessoas tem pena dos golfinhos e não tem pena das vacas, porcos, aves e peixes?" PARA PENSAR... como poucos o fazem... fica no ar...

Anônimo 8 de outubro de 2009 20:17  

não é a morte "desse" ou "daquele" animal e sim como ele morre, e a quantidade dos que morrem para evitar a extinção.

Unbelieveable Stuff 13 de outubro de 2009 14:51  

Nice One..........

BrUnInHo 17 de outubro de 2009 18:35  

ta meio dificil vacas piabas e galinhas serem extintas.... vamo pensar um pouquinho né...

31 de outubro de 2009 21:35  

O ser humano é podre e corrupto, isso tudo tem que acabar.
Estou pensando no que fazer.

freefun0616 3 de novembro de 2009 07:12  

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+