Homem mata ladrão com espada samurai

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

espada sangrenta John Pontolillo teve sua casa roubada. Foram levados dois notebooks e um console de video-game. Horas depois, durante a noite, ele ouviu barulhos vindos da garagem. Provavelmente com raiva do ocorrido mais cedo, John pegou uma espada samurai que tinha no quarto e foi ver o que estava acontecendo.

 

Ao chegar ele percebeu que a porta lateral da garagem estava aberta. Foi quando alguém partiu para cima dele e o resultado foi desastroso. John precisou de apenas dois golpes para acabar com o confronto. No primeiro ele quase decepou a mão do invasor e no segundo enfiou a espada, que tem mais de um metro de comprimento, no corpo do adversário.

 

Um porta voz da polícia afirmou que Pontolillo estava encostado em um canto da parede quando deu o golpe e que provavelmente agiu por temer pela própria vida. Ele foi liberado e espera a decisão da promotoria para saber que acusação vai enfrentar.

 

espada samurai Donald D. Rice, de 49 anos, havia acabado de sair da prisão  e morreu em uma poça de sangue. Sua família quer que Pontolillo enfrente um julgamento por homicídio e afirma que a morte de Donald abalou todos. Claro que um acordo com o acusado renderia uma boa grana para a família Rice, mas ninguém duvida do luto deles.

 

Os vizinhos têm opiniões divididas, pois alguns acham que John deveria ter fugido e chamado a polícia, outros ficaram felizes com o fato, pois a região vem sofrendo com um número crescente de roubos.

 

A lei americana permite que a pessoa defenda sua propriedade contra invasores, inclusive utilizando força letal, mas em áreas urbanas esta visão não é mais 100% aceita, portanto o destino dele ainda pode mudar muito. Você acha que ele estava certo ou não em atacar o invasor com uma espada?

 

Fonte: The Baltimore Sun, Topless Robot

37 comentários:

Vitor 18 de setembro de 2009 18:34  

Sou totalmente a favor da ação dele. Pode apostar, mais dois ou três casos parecidos com este (e com julgamento favorável ao dono da propriedade) e as pessoas já começariam a pensar duas vezes antes de entrar na casa de alguém =)

Isabel 19 de setembro de 2009 23:33  

Certíssimo!! Infelizmente aqui no Brasil não funciona assim, se um ladrão ou estuprador entrar na sua casa, as autoridades preferem que você fique quietinho e ainda sirva um chazinho para o marginal não se irritar. Se defender é proibido, a menos que o cara vá te matar.

Antonio 20 de setembro de 2009 08:10  

Sou totalmente contra a atitude do cidadão. Devemos, todos, seguir a lei. Se a lei não é "boa", mudemos a lei!!! Um erro não justifica outro. Ninguém tem o DIREITO de tirar a vida de outro, senão em legítima defesa, o que não foi o caso! Lógico que furtar algo é errado! Agora, matar o individuo que cometeu um furto!!! Numa situação em que você tinha todas as condições de evitar o fato!!!Paciência!!!!

Anônimo 20 de setembro de 2009 09:38  

Só mesmo um ladrão para defender outro.

Fatura-se muito com essa "proteção".

Verdadeiros canalhas ficam ricos protegendo os bandidos.

Gostaria de saber se o ladrão tivesse matado o dono do imóvel, se os defensores falariam a mesma coisa, defesas desse tipo são típicas de advogados de portas de cadeias, policiais corruptos e religiosos fanáticos, que vive as custas de defender bandidos.

Bandido bom é bandido morto, chega de sustentar vagabundos, incluindo as ditas "autoridades de segurança".

Deveriam contruir paredões e fuzilarem bandidos em praças públicas, com as devidas emissoras de TVs documentando tudo.

CNJ 20 de setembro de 2009 10:25  

"Foi quando alguém partiu para cima dele e o resultado foi desastroso."

Se fosse você? Arriscaria a chance de esperar e ver se o ladrão só iria te bater, ou apenas lhe prender e roubar, ou quem sabe, lhe estuprar, ou mesmo lhe matar? Ou iria se defender com o que estivesse a mão?

Algumas pessoas defendem tanto a vida de outra pessoas, pq simplesmente nunca foram atacadas por alguém antes. Quando isso acontecer, muda tudo de figura.

cena3d 20 de setembro de 2009 10:42  

A existência de uma força policial não pode ser usada como argumento para a negação do direito de defesa de qualquer pessoa, pelo simples fato de que nunca vai existir uma quantidade de policiais suficiente para estar próximo de todas as pessoas, em todos os lugares, de forma de manter uma absoluta e efetiva proteção a quem quer que seja. Esse cara usou do direito de defender a si mesmo e a seu patrimônio, e se o ladrão saiu perdendo, o problema é dele, que iniciou o fato.

Anônimo 20 de setembro de 2009 13:06  

Não acho certo usar espada, não.
É melhor usar revólver. Espada é
muito sanguinolento.

Animes 20 de setembro de 2009 14:34  

Graças a Deus que ainda existe pessoas corajosas que infrentam esses canalhas com a força necessária.
Pergunto aos defensores. Onde estão vocês no ato em que está ocorrendo um fato desse? E quando o marginal mata o cidadão?
Portanto recolham-se à sua mediocre forma de viver na covardia e espere que haja alguem para defende-lo num momento desse.

Anônimo 20 de setembro de 2009 16:18  

O cara tá mais é que certo em defender a casa dele... concordo com o que foi dito em um comentario anterior: "bandido bom é bandido morto". E pra quem adora defender bandido, pq vcs nao dormem com a janela aberta, pra um desses crápulas invadirem suas casas...garanto q mudam de ideia na hora..

Henrique 20 de setembro de 2009 18:00  

o melhor comentário q li aqui foi escrito pelo CNJ

quem sabe o cara tava lá apenas para pega um pão, ou 5 reais, mas por um acaso do destino ele poderia portar uma arma para isso. afinal, quem nao daria uma cance pra ver quais as intençoes de um bandido invadindo a sua casa?? se alguma vez invadirem a minha eu perguntarei o q ele gostaria, se quer tomar um café, algo do gênero...

nao estou falando q ele portava uma arma, o q convenhamos, nao é relevante se as intençoes do bandido forem as piores. a maior arma ainda é o corpo humano e sua força

Anônimo 20 de setembro de 2009 19:39  

Aaaaaaaaa...
Coitadinho do ladrão !
O "samurai" devia ser mais hospitaleiro com o visitante.
Devia convidá-lo para uma cervejinha e oferecer a mulher pra ele comer né?

Anônimo 20 de setembro de 2009 21:05  

segundo a reportagem, da p/ se supor q o assaltante devia estar portando uma arma, e em sua propria defesa, o proprietario reagiu, mas tb ha a possibilidade, do prop. ter agido em estado de raiva ou panico. Qto da familia do morto, eles querem mais e o dinheiro, ja que o proprio era recem saido da prisao e nao pq sofreram a perda de um ente querido

Antonio 20 de setembro de 2009 23:16  

Ok... após minha opinião, recebi 9 e-mails contrários ao meu julgamento. Não se trata de defender bandido. Todos temos direito a um julgamento justo... todos... bons e maus. Agora se vocês já condenam quem transgridem as leis... então vão para os países onde as decisões são fundamentalistas!!! ai vão sentir saudade de uma Corte civilizada. Onde se julga o fato, não as paixões!!! A propósito, não sou advogado, apenas procuro ser civilizado num mundo onde ser civilizado é demérito.

Obrigado!

Vitor 21 de setembro de 2009 00:15  

Bom, ainda to esperando pelo "julgamento justo" dos caras que assaltaram minha casa, mas pelo que eu fui informado, isso nunca vai acontecer.
Também espero pelo "julgamento justo" de boa parte do meu dinheiro que vai parar na mão de políticos, mas parece que "cortes civilizadas" não julgam esse tipo de coisa muito bem.

E agora, José?

Anônimo 21 de setembro de 2009 04:22  

Bandido bom é bandido morto! só queria um pão?? paredão pra você! O individuo já havia invadido a residencia, pela lei, você pode matar essa pessoa, é legitima defesa. 12 na cara desses safados.

Antero Coelho - Seu BOGA 21 de setembro de 2009 11:27  

Bandido Bom é bandido morto....E...enterrado em pé para ocupar pouco espaço...

Essa coisa de defender as "vitimas sociais" é muito bom pra quem nunca teve um familiar morto covardemente em sua casa por um animal...

Espero...sinceramente...que os filhos dessas pessoas nunca tenham que passar por isso e tenham vida longa..

Arthurius Maximus 21 de setembro de 2009 11:33  

A legítima defesa da propriedade, da própria pessoa ou de outrem é contemplada em qualquer país.

Sou a favor de, numa oportunidade, "sacramentar" um passe para o céu para qualquer safado do tipo.

Bola 21 de setembro de 2009 13:35  

é muito fácil falar que o ladrão tem que morrer, que o certo é meter um tiro na cabeça dele, enquanto todo mundo que digita aqui tem computador, casa e dinheiro. O que vocês fzem pra evitar esse tipo de situação? e eu não falo colocar um cadeado na porta... eu falo é esse monte de nerd tirar a bunda da cadeira e ir fazer alguma coisa pelo social. é muito fácil forçar um pobre coitado a aceitar trabalhar12, 13, 14 horas por dia e continuar vivendo na favela... a gente não tem nada com isso, não é mesmo? danem-se eles! agora, quando um cara desses, inconformado por que tem tão pouco e outros têm tão mais sem trabalhar metade do que ele trabalha, resolve roubar o i phone de um "cidadão de bem", quando entra na casa de um "cara honrado", a polícia cai em cima, por que tudo gira em torno da grana... e fica esse monte de abutre falando que o cara tem que morrer. desliga o computador, pega o carrinho que o papai deu e vai pro shopping com a namorada comprar um óculos escuro, ir no cinema e comer em algum restaurante carro... enquanto o outro lava carro de sol a sol pra poder comprar comida. é bom pensar em como melhorar as coisas antes de ficar apontando o dedo.

Filipe 21 de setembro de 2009 14:38  

Estamos no fim do mundo mesmo....para conseguir meu computador....eu trabalhei bastante.....e para q pudesse ter um bom trabalho....eu estudei bastante...em escolas municipais mesmo!!! nao tive uma infancia rica....pelo contrario.....porem nunca roubei objetos alheios e culpei minha situação social!!!!
quem rouba é ladrão e esta a mercê de levar um tiro ou um golpe de espeda.....Tenho certeza q qualquer "bundinha mole" defensor de vagabundo nunca teve algo de dificil conquista roubado por uma ladrao...... ou até mesmo um parente que tenha sofrido algum tipo de violencia......
A familia desse ladrao deveria pagar indenização ao proprietario da casa por todo transtorno que cousara......

Dmitry 22 de setembro de 2009 08:45  

Concordo plenamente com o que foi dito pelo Felipe.

Eu já fiz trabalho social sim. Já ajudei pessoas que precisam e dentro destas experiências conheci a história de pessoas que vivem na favela e quebram um dobrado para conseguir viver com dignidade. Inclusive conheço gente que mora em favela e teve sua casa roubada.

Agora porque o bandido merece mais chance do que qualquer uma destas pessoas?

Eu conheço a lei e já li o código penal, o problema é que nosso judiciário é falho, a polícia é falha e no meio estamos nós, que precisamos achar uma maneira de defender o que é nosso sem passar para o lado errado da lei.

Dmitry 22 de setembro de 2009 08:45  

Perdão, o nome certo é Filipe.

Jônathas 22 de setembro de 2009 21:25  

huahauhuhauhaha
boaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
gostei hehe *.*
claro q c fosse eu ia corta o kra em pedacinhos *.* MUAHAHAHAHAHAHHA

Anônimo 28 de setembro de 2009 01:14  

issu memo tem que senta a madeira nesses bandido fela duma egua nao pode dar moleza nao pq se bobea eles nao vou ter a minama dor na conciencia em matar a gente entao tem que matar mesmo bandido bom e bandido morto mas eu usaria uma motoserra hahahaha

freefun0616 3 de novembro de 2009 07:25  

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Anônimo 13 de janeiro de 2010 10:54  

No crime não tem inocente,carente ou não virou bandido virou inimigo da sociedade de bem,quem defende bandido vai lá no presidio fazer visita voluntária e quando sair do xadrez leva casa pra conhecer a esposa,os filhos,o marido,os pais,leva pra passear com as crianças,sai a noite a sós com ele,se ele for bonzinho de presentes,uma bola,uma bicicleta,um revolvinho de plástico,ops falei REVÓLVER?? Não isso não,a mente criminal do bandido bom não pode ser corrompida.PARABÉNS AO SAMURAI HONROU SEU TEMPLO SAGRADO - 1 A MENOS PRA ATERRORIZAR AS FAMÍLIAS!!! SE TODA AÇÃO DE BANDIDO ACABASSE ASSIM,COMO IRIA MELHORAR....

Ana Paula & 25 de março de 2010 12:52  

Ao senhor Bola:
seguinte eu trabalho o dia inteiro
eu estudei e ainda estudo
moro numa cidade pobre, num bairro pobre do Rio grande do sul e sempre que eu saiona rua tenho que me cuidar pra ver se nao tem ninguem me seguindo pra tentar roubar minha moto. que eu demorei 3 anos pra pagar, agora tu vem defende bandido, eu nunk culpei a minha situação economica pra sair fazendo bobagens, eu sofro muito com problemas de familia, e nem por isso eu matei alguem ou roubei meu visinho, nunk faria isto eu sempre daria um geito pra conceguir minhas coisas da forma mais correta possivel, ele não quis estudar, não quis tarbalhar ele quer tudo facil sem ter que trabalhar pra conquiatar suas coisas. qual o direito que ele tem de vir e tirar o que eu tenho?? ou ate mesmo tirar minha vida pra levar meu celular. as pessoas procurão as maiores recompenças com o menor esforço (roubar é o menor esforço), eu vivo no limite na minha cidade sempre,com medo de ser roubado com insuficiencia de póliciais que ficão fasendo barreira nas ruas ao invez de ficar rondadnod 24 hs por dia nas ruas atraz dos ladrões.

Rafael 13 de outubro de 2010 16:24  

Na verdade, o texto fala muito pouco sobre o caso.
Se o invasor partiu para cima do indivíduo, esse realmente não poderia esperar para ver o que ele faria, fez bem em atacar.
A questão é se depois de ter quase decepado o braço do invasor, não houve a oportunidade de analisar se ele ainda empregava risco efetivo ao "samurai".
Acho muito difícil alguém perde o braço e ainda oferecer risco à outrem, se ele tivesse com um arma de fogo, não teria "avançado", simplesmente atiraria contra o "samurai".
Então, no máximo, o invasor estaria portando uma arma branca, mas como ele teve o braço decepado, a única chance do samurai não ser acusado é se esta estivesse no braço não-decepado do invasor.
No direito brasileiro, ele com certeza seria acusado( caso o bandido ja estivesse desarmado e sem oferecer risco depois do primeiro golpe), no americano, pórem, isso varia muito de estado para estado. então, vamos ver como a situação do "samurai" vai ficar.

Rafael 13 de outubro de 2010 16:25  

Na verdade, o texto fala muito pouco sobre o caso.
Se o invasor partiu para cima do indivíduo, esse realmente não poderia esperar para ver o que ele faria, fez bem em atacar.
A questão é se depois de ter quase decepado o braço do invasor, não houve a oportunidade de analisar se ele ainda empregava risco efetivo ao "samurai".
Acho muito difícil alguém perde o braço e ainda oferecer risco à outrem, se ele tivesse com um arma de fogo, não teria "avançado", simplesmente atiraria contra o "samurai".
Então, no máximo, o invasor estaria portando uma arma branca, mas como ele teve o braço decepado, a única chance do samurai não ser acusado é se esta estivesse no braço não-decepado do invasor.
No direito brasileiro, ele com certeza seria acusado( caso o bandido ja estivesse desarmado e sem oferecer risco depois do primeiro golpe), no americano, pórem, isso varia muito de estado para estado. então, vamos ver como a situação do "samurai" vai ficar.

Anônimo 6 de dezembro de 2010 21:41  

Mesmo se o bandido aparentemente não oferecesse mais riscos, eu deceparia a cabeça dele. Ponto.
Nada de defender bandido gente, quer defender bandido? Vá fazer trabalho voluntário e agora no final de ano, leve-o para casa e ofereça sua ceia de Natal com toda sua família.
Sempre tem esse blá blá blá...

Anônimo 28 de outubro de 2011 09:27  

bandido bom é bandido morto.

Anônimo 2 de dezembro de 2011 11:47  

tem muita gente pobre e que passa por necessidade mas não oferece pros outros o que não quer para sí mesmo.

Anônimo 17 de janeiro de 2012 21:06  

O FILHO DA PUTA TEM Q MORRER!!

Anônimo 30 de janeiro de 2012 07:09  

12 na cara dele e desse tal de antonio vagabundo safado metido a certinho e que no fundo é um psicopata cinico,....12 na cara dos dois...ass: Terríficus Pavorosus.

Anônimo 16 de junho de 2013 05:44  

Para eu, quem defende bandido é bandido! Eu vim de família muito pobre e desestruturada, mas sou honesto e digno, também não roubo ninguem! Fui atrás mesmo sem ter alguém pra me incentivar ou me falar qual caminho deveria seguir, estudei em escola municipal, estadual e meu segundo grau foi supletivo, e só consegui fazer faculdade após anos de espera até conseguir grana para pagar meu primeiro semestre. Hoje sou engenheiro, com várias especializações, bem sucedido, ganhando bem e não consigo admitir entregar meu bem para esses vagabundos, que só sabem reclamar e acham que são vitimas de seu destino! Acham que tem que ganhar moradia, saúde, bolsa família, auxílio isso, aquilo! Minha resposta é a seguinte: Vão trabalhar, pare de invejar o próximo, façam por merecer! Parem de ficar atoa, bebendo nos bares em dias úteis, arrumem trabalho porque tem sim senhor, voltem a estudar seus preguiçosos.

Resumindo eu faria pior enfiaria a espada no cu deste fllho da puta!!!!!!!!!!Detesto bandido morram por favor!

Anônimo 23 de maio de 2014 11:12  

Ele esta muito certo, eu também faria o mesmo.

Anônimo 29 de setembro de 2014 01:02  

eu tenho uma espada de samurai,oprimeiro touxa que entrar na ninha casa para fazer graça como roubar ou sei la o que vai se ferrar,pois tenho mulher e filho pequeno esses merdas de bandidos entram para ferrar agente as vezes matam agente como se fosse formigas ou ate pior...abusam de mulheres e traumatizam crianças pelo resto de suas vidas....todo cidadão tem direito de se defender a si proprio e a familia.....

Erick Ribeiro 29 de setembro de 2014 01:12  
Este comentário foi removido pelo autor.
Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+