Mulher é condenada a pagar 80 mil Dólares por música baixada

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Lembram quando a RIAA, associação que cuida dos direitos das gravadoras, processou meio mundo de gente? Praticamente todo mundo resolveu assinar um acordo pagando cerca de US$ 2.400,00 para se livrar do processo. Foram mais de 30 mil pessoas indiciadas totalizando um valor médio de 72 milhões de Dólares para a indústria fonográfica.

A única pessoa que resolveu não pagar e levar o caso adiante foi Jammie Thomas-Rasset. Ela era acusada de compartilhar 24 músicas (a RIAA afirma que foram 1.700). O julgamento estava tão cheio de furos que na primeira vez ficou sem um veredito.

Agora a RIAA teve tempo de se “preparar” e o segundo julgamento chegou ao fim, resultando em uma multa de 1,9 milhões de Dólares. Vale lembrar que Jammie é uma dona de casa, mãe de 4 filhos e provavelmente não possui este valor em mãos.

Os representantes da RIAA afirmam que ainda querem fazer um acordo, não se sabe se é o mesmo apresentado aos outros indiciados. As gravadoras também não querem o capuz do executor, elas afirmam que estão trabalhando com os provedores de Internet para descobrir quem são os maiores piratas.

Enquanto isso Jammie pensa no que vai fazer agora, afinal ela não tem como pagar por isso. Já o lado das gravadoras conseguiu o que queria, um veredito pesado para servir de exemplo para quem baixa música.

E você? Quanto teria que pagar em média se o valor por música baixada fosse de 80 mil Dólares?

Fonte: BBC

16 comentários:

Arthurius Maximus 19 de junho de 2009 15:35  

Esses caras são uns idiotas. Seriam muito mais bem remunerados se criassem serviços a preços baixos para todo mundo baixar mpúsicas com qualidade. Preferem "bater de frente" e defender uma verdadeira pilhagem ao público. A recíproca vem na forma da queda acentuada da venda de CDS que não parará e derrubará a indústria ainda mais.

Michel 20 de junho de 2009 02:24  

Pelo menos aqui no sistema jurídico Brasileiro, existe o "ganhou mas não levou", o que seria isso ? Simples, vc ganha mas pra levar, quem perdeu tem que ter o dinheiro. Tecnicamente chamamos de insolvência, ocorre quando o executado (perdedor) não tem dinheiro pra pagar o que deve, e como aqui não há prisão para esses casos, ficaria por isso mesmo. Não se no país dela existe tb essa previsão.
Quanto ao valor que eu deveria pagar se fosse condenado a pagar 80 mil por música, nem vendendo minha alma ao diabo -ou à RIIA- eu juntaria esse dinheiro.

Anônimo 20 de junho de 2009 05:16  

Rapaz, se eu tivesse que pagar US$ 80,000 por cada música, acho que teria que parcelar por milênios, visto que tenho pouco menos de 500Gb de música no pc!
Hehehehe...
Só a pasta de Johan Sebastian Bach tem uns 70gb!

Dmitry 20 de junho de 2009 09:40  

Então se RIAA acabar tenatndo alguma coisa no Brasil vai chover insolvência na cabeça deles. Valeu a dica Michel.

Acredito que um serviço de MP3 legais que seja estável, sem DRM e com preços justos não acabaria com o problema da pirataria, mas com certeza iria diminuir estes números.

A senhora processada pela RIAA cometeu seu "crime" nos tempos do Kazaa, quando ainda não tínhamos lojas como a do Itunes e da Amazon MP3.

Anônimo 20 de junho de 2009 11:27  

Simples, é só lançar tudo em vinil, e uns 70% da pirataria acaba

Pedro 20 de junho de 2009 12:42  

Fazendo uma conta tosca, se fosse 80 mil por música seria 56 milhões e 160 q eu deveria pagar... ou 110 milhões 859 mil e 840 reais segundo o site do uol...

Anônimo 20 de junho de 2009 13:03  

acho q ninguem mais deveria comprar cds ou dvs.ai eles iam ver o que e bom para tosse.hehehehehehe.no mais pode vir cobrar de mim.devo n nego pago q puder.

GuiBenke 20 de junho de 2009 14:02  

as grandes gravadoras são o problema e sao parte do passado. hoje quem eh artista tem muito mais visibilidade com a internet e se quiser lançar CD, consegue fazê-lo para chegar bem barato a quem compra, indepedente. o modelo de negocio das grandes gravadoras ja era, eu que tenho 25 anos e toda geraçao que cresce com a internet, nao vai comprar um cd por 40 reais. até deviam prender mesmo quem baixa Jonas Brothers e outras bostas que as grandes gravadoras produzem, há um mundo novo de artistas para serem descobertos, esqueçam essa gente 'produzida'.

Anônimo 20 de junho de 2009 16:06  

uns 380.880.000 U$
isso que tenho discografias inteiras compactadas que ainda nem ouvi...

melhor eu fica rico logo, se nao to fudido

Anônimo 20 de junho de 2009 17:05  

ela devolve as musicas pronto kkkk

Anônimo 20 de junho de 2009 23:05  

achei estranho esse julgado, não sei o que diz a legislação americana, mas o valor da condenação é absurdo. Caso essa mulher tenha baixado realmente essas 24 músicas, o dano que a gravadora teve, ou melhor dizendo, o que a gravadora deixou de lucrar é um valor pequeno, cobrou-se de uma só pessoa toda o prejuízo que as gravadoras vem sofrendo. Os EUA, assim como a França, tenta fazer de tudo para acabar com a pirataria, criando leis rígidas, porém não estão conseguindo nada. O fato de uma pessoa ter sido condenada vai fazer o resto das pessoas pararem de baixar? de modo algum. Exemplo disso é o caso do piratebay em que os donos foram condenados pela justiça sueca e o site continua funcionando normalmente.

jose 20 de junho de 2009 23:11  

sacanagem isso, tomara que o Brasil não siga o exemplo dos Estados Unidos senao to fudido

Anônimo 22 de junho de 2009 11:22  

Nesse caso de calcular quanto teria q pagar de multa, eu teria sérios problemas... Primeira coisa que eu faria era virar espírita, pois vou precisar de algumas reencarnções...

Anônimo 22 de junho de 2009 11:50  

Eles teria que fazer um acordo, afinal onde eu conseguiria $407.520.000,00 dolares e mais que o PIB anual de muitos paises.

Anônimo 12 de julho de 2009 12:41  

Só receberão um centavo meuse conseguirem aprumar a torre de piza, bando de carniceiros...graças a Deus que não tenho cds em casa, só pen drive, hd externo, mp3...

freefun0616 3 de novembro de 2009 08:47  

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+