Dia da Terra – 5 curiosidades sobre o lixo

quarta-feira, 22 de abril de 2009


Para quem não leu o post anterior ou está um pouco desinformado, hoje é o Dia da Terra, uma data criada para nos lembrar que é preciso agir se quisermos que nosso planeta siga em frente.

Um dos grandes problemas que temos em nosso meio de vida é a produção de lixo. O meio de vida moderno cria uma quantidade de lixo tão grande que brevemente chegaremos a um ponto sem retorno, vamos transformar a Terra em um lixão. Aparentemente não sabemos viver sem poluir. Abaixo você confere 5 curiosidades sobre o lixo, assim podemos ter mais consciência do que fazemos quando resolvemos colocar a garrafa pet no lixo ao invés de reciclá-la.

1 – Existe um verdadeiro lixão no oceano Pacífico

Em certa parte deste oceano já existe uma quantidade de lixo plástico tão grande que ele supera a população de plâncton em uma proporção de 6 para 1, segundo estudos da Algalita Marine Research Foundation.

Este verdadeiro lixão dos mares foi descoberto em 1988 através de um estudo publicado pelo National Oceanic and Atmospheric Administration, dos EUA . Estima-se que 80% do lixo nesta área venha da terra e 20% de navios que passam pela região.

2 – O monte Everest está coberto de lixo

Inicialmente eram apenas alguns tubos de oxigênio usados, depois foram outros equipamentos e com o aumento no número de pessoas visitando o local, todo tipo de lixo passou a fazer parte da paisagem na base da famosa montanha.

As pessoas que vão ao Everest tentar chegar ao topo são conhecidas como verdadeiros porquinhos pela quantidade de lixo que deixam para trás. Outro tipo de lixo que está crescendo na região é a de cadáveres congelados, afinal muitas pessoas se perdem, se machucam e acabam falecendo no frio. Seus corpos nunca chegam a ser encontrados, portanto congelam e ficam por lá mesmo.

3 – O lixo pode durar mais de um milhão de anos

A Agência de Proteção Ambiental dos EUA fez um estudo concluindo que certos tipos de lixo podem durar muito mais do que se imagina. O resultado indicou que uma garrafa de vidro pode levar um milhão de anos para se decompor quando armazenada em um depósito de lixo, copos plásticos levam 500 anos, latas de alumínio duram entre 200 e 500 anos e sacolas plásticas precisam de 20 anos para decompor.

Aqui no Brasil existe um grande trabalho de reciclagem e não é difícil achar locais de coleta de materiais como plástico, vidro e papelão. Por isso, mesmo que você não queira separar todo o seu lixo, seria interessante levar as garrafas e outros materiais plásticos para estes locais.

4 – O lixo de um depósito polui mais que o dióxido de carbono

O lixão é um local que pode ser bem pior do que o cheiro exalado por ele. A poluição que é jogada no ar pelos lixões não pode ser vista, mas saiba que gases carcinogênicos e citotóxicos são liberados e que não é nada bom passar muito tempo neste ambiente. Esta poluição toda também chega ao solo e aos lençóis freáticos das redondezas.

Lixões também produzem uma grande quantidade de gás metano, que favorece o aquecimento global em um escala 12 vezes maior do que o dióxido de carbono.

5 – Lixo e plasma poderiam gerar energia elétrica

É possível gerar energia através do confinamento magnético de plasmas. Um grupo de partículas carregadas interagindo com um campo magnético a uma temperatura altíssima pode ser utilizado para a criação de usinas geradoras de eletricidade.

Quando o lixo orgânico é colocado em contato com o plasma, um gás sintético é criado e a produção de energia desta forma é muito mais limpa do que outras utilizadas atualmente, como a queima de carvão. O lixo inorgânico derrete e cria um material que pode ser utilizado nas construções,

Fonte: AskMen.com

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+