Formas do governo chinês lutar contra o vício em jogos online e controlar jogadores

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

vicio online garoto Ao longo dos últimos anos nós ouvimos falar de diversos problemas relacionados a jogos online que atingem os jovens ao redor do mundo. Os países do oriente (em especial China, Coréia e Japão) parecem ser os que mais são atingidos. O governo chinês está tomando diversas atitudes para diminuir a quantidade de pessoas que passam todo o tempo livre na frente da tela do computador.

Uma das primeiras atitudes foi criar um sistema de identificação para que as pessoas (jovens e adultos) sejam monitoradas. O desenvolvimento do identificador começou em 2006 e ele consiste em três subsistemas. O primeiro cadastra a pessoa junto com seu cartão de identificação (o RG de lá), o segundo é aberto ao público e registra que jogos se está usando, assim os pais (e quem mais quiser) podem monitorar seus filhos. O terceiro será um sistema de confirmação do primeiro a ser utilizado em conjunto com a polícia local.

Ainda em 2005 este sistema foi testado com jogadores adultos, que não gostaram nada desta idéia. Agora não tem desculpa, pois a identificação virou lei e todos os jogadores serão cadastrados.

Os jogadores que são menores de idade terão ainda mais problemas, pois o governo está mandando as empresas de jogos online monitora-los. A lei é dura com estes garotos, pois segundo esta nova diretriz, um jogador que não tiver atingido a maioridade e que passe mais de 2 horas jogando em um período de 24 horas (quase nada!) terá os créditos ganhos dentro do jogo neste período cortados pela metade. Aquele que exceder 5 horas jogando perderá todos os ganho do dia. Ainda não foi determinado se o menor perderá apenas o “ouro” ou se itens adquiridos também serão incluídos.

As empresas de games se mostraram favoráveis a este decreto pois preferem jogadores saudáveis a pessoas viciadas. Segundo eles os jogadores normais são mais duradouros e por isso darão suporte a este novo sistema.

Para aqueles que já estão viciados em jogos eletrônicos o problemas pode ser resolvido em uma clínica para desintoxicação para vícios “não-materiais”. Atualmente já existem mais de 300 destas na China onde pessoas com vício em trabalho, sexo, compras, Internet e jogos online são tratadas.

Uma das pioneiras neste ramo é pertencente ao psicólogo Tao Ran. Lá os pacientes são tratados em um esquema militar, com exercícios que começam às seis e meia da manhã e outra sessão antes das luzes se apagarem às nove e meia da noite. Mas isso não quer dizer que não exista diversão no local. Jogos com armas a laser são feitos pelos internos.

Os pacientes 60 de Ran passam por três meses de exercícios físicos, aconselhamento, atividades para aumentar a auto-estima, educação sexual e, em 60% dos casos, medicamentos.

vício online ranA China possui o maior número de pessoas com acesso a Internet, cerca de 290 milhões de pessoas, sendo que 70% estão abaixo dos 30 anos e acredita-se que até 6% deles são viciados em Internet ou jogos online.

Tao afirma que os jogadores de MMOs vêem o mundo virtual como um lugar justo e bonito, por isso ficam deprimidos quando precisam voltar ao mundo real. Geralmente eles ficam muito infelizes ao sair de seus jogos.

Um dos pacientes do Dr. Ran, chamado Jia Chunyang, era viciado em Counter Strike. Ele roubava dinheiro dos pais, tinha problemas de comunicação com amigos no mundo real e chegou a fugir de casa por 15 dias para participar de um campeonato. Nele o garoto parava apena para comer miojo e dormir por períodos de meia hora. Enquanto isso seus pais lhe procuravam.

Agora ele está no centro e ganhou de volta o controle sobre sua vida, mas reclama que os exercícios na hora de dormir e de acordar são as coisas mais difíceis.

As mudanças pelas quais a China está passando são apontadas como responsáveis pelo alto número de viciados em Internt e jogos. Ambientes de trabalho muito competitivos, a quebra de laços de família, o aumento no número de divórcios, a rápida comercialização e problemas relacionados a novas tecnologias são alguns dos motivos indicados como causas deste transtorno.

Fonte: Ars Techinca, The Christian Science Monitor

4 comentários:

hasbro 23 de janeiro de 2009 13:21  

Nussa a china cada vez mais repressiva, antes nao poderiam mostrar imaguens que nao fossem das olimpiadas ai se descobre que os caras joguam fetos no meio da rua, os caras tem um esporte chamado crush que eh encontrar animais no meio da rua e pular fazer atrocidades com o animal ateh sua morte, depois tem se a noticia que em cada 10 homens existe uma mulher para os xineses, fora a cultura que eh muuuito bizarra, os caras cospem aonde bem endenderem e viajam de trem com fraldas geriatricas para fazer sua necessidade ali mesmo devido a falta de sanitarios no trem e da viagem ser longa.

Agora eh mostrado outra forma de repressao.

Cara viver na xina deve ser uma merda, onde ja se viu governo que reprime e oprime mais seu povo?

Dmitry 1 de fevereiro de 2009 17:29  

Realmente é um local com uma cultura muito diferente, mas principalmente com um governo terrível.

Sei que existem chineses que defenderão seu país em qualquer acusação, mas eu não gostaria de morar lá.

Ana Carolona 3 de fevereiro de 2009 07:09  

Só acho que os chineses estão se preocupando com sua população. Parabéns pra eles, estão tomando uma providência. Ficar 1 ano passando 10 a 14h na frente do computador e depois olhar pra trás e ver a merda que fez... Não tem graça nenhuma...

No Brasil eu vi gente pisando em ossos de gente no cemitério, vi crianças fazendo gato de peteca, vi pivete chutando pombo, vi uma arma apontada pra mim. E não, não moro em zonas de risco. São coisas da vida... Maldade tem no mundo todo...

Voltando ao assunto, o problema desse tipo de jogo simplesmente é que ele deixa de ser uma diversão por diversão e você passa a se comprometer com ele e viver em torno apenas desse "mundo paralelo justo". Aí quer ficar cada vez mais investido seu tempo em algo que, bem na verdade, não passa de um monte de informação que fica presa lá no servidor do jogo. E você deixou de produzir algo que prestasse, de se interessar por outras atividades, de se desenvolver e desenvolver o lugar onde você mora. E ainda por cima, se der um pau qualquer, ou o servidor simplesmente sair do ar, o seu tempo investido não serviu de nada...

Controlar o acesso a um tipo de jogo que facilmente te prende mais da metade do dia não tem nada demais. Maldade é deixar as pessoas se perderem nos mmorpgs da vida, em vez de estar investindo seu tempo em coisas de verdade, e não fazer nada para ajudá-las, pelo contrário: cobrar e se beneficiar disso, que é o que as empresas desse tipo de jogo fazem.

Pelo menos no que se diz respeito a isso, repito: Parabéns pro governo chinês.

freefun0616 4 de novembro de 2009 07:00  

酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+