Garota de 13 anos é apedrejada até a morte por adultério (ela foi estuprada)

domingo, 2 de novembro de 2008

Existem certos acontecimentos com fundo religioso que me dão nojo. O mundo islâmico é o vilão atual, pois é muito popular em países pobres e sem muito desenvolvimento social. Mas não pense que absurdos não foram cometidos em nome de outros deuses.

A Somália é um dos países mais pobres e violentos da África. Depois que seu ditador foi deposto em 1991, diversas milícias entraram em guerra para controlar o país. O governo oficial não funciona bem e quase todas as instituições públicas estão em colapso.

Neste cenário Aisha Ibrahim Duhulow, de 13 anos, deu queixa de ter sido estuprada por três homens. A milícia islâmica que controla a região decidiu condená-la por adultério. A pena? Ser apedrejada atá a morte em um estádio para que todos possam assistir.

Assim foi feito. No dia 27 de outubro, na cidade portuária Kismayo, em um estádio com cerca de mil espectadores dezenas de homens apedrejaram Aisha até a morte.

Mesmo que a mídia local tenha dito que ela tinha 23 anos, a Anistia Internacional e o pai da garota confirmara a idade de 13 anos. "A criança teve uma morte horrível nas mãos dos grupos armados de oposição que controlam atualmente Kismayo", afirma David Copeman que trabalha na região para a Anistia Internacional.

Infelizmente o poder de grupos islâmicos armados está crescendo na região, principalmente por causa da ajuda enviada por militantes maiores como a al-Qaida.

Este crime ficará impune, pois quem o cometeu foi a "lei" local.

Fonte: NY Daily News

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+