Praia do Forte e seus projetos ecológicos

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Uma coisa interessante de se morar na Bahia é ser turista do seu próprio estado de vez em quando. Esta semana tive uma brechinha no meu tempo e fui passar um dia na Praia do Forte, que fica a cerca de 50 km de Salvador. Além de ter uma das melhores praias do norte do estado possui uma estrutura turística muito bem organizada com pousadas, resorts e lojas. Além disso, existem diversos projetos ecológicos para visitação. Como meu tempo estava limitado fui a dois e recomendo a todos.

O Instituto Baleia Jubarte (clique aqui para visitar o site oficial) foi criado em 1996 com o objetivo de oficializar o projeto que estudava o comportamento e monitorava estes animais na costa brasileira. A pesca predatória quase extinguiu esta espécie, mas em 1987 quando o Parque Nacional Marinho de Abrolhos estava sendo implantado descobriu-se a importância desta área para a reprodução da Jubarte.

Na Praia do Forte você pode ver um esqueleto real montado de uma Jubarte adulta e peças de outras, assim como curiosidades e informações sobre a espécie. Uma loja vende diversos produtos cuja arrecadação é revertida para o próprio Instituto.

O que eu achei impressionante foi a semelhança entre nosso esqueleto e o da baleia jubarte. Convenhamos que o crânio e a vértebra abaixo são muito parecidos com os do nosso corpo.

Um dos passeios mais conhecidos da Praia do Forte é o Projeto Tamar (clique aqui para visitar o site oficial). Tamar é uma contração de Tartaruga Marinha, necessária nos anos 80, pois para colocar o nome do projeto nas pequenas plaquetas de identificação era necessária a abreviação. O projeto já colocou de volta a natureza mais de 9 milhões de bebês de tartarugas marinhas. Outra vitória é a diminuição do risco de extinção das espécies protegidas pelo projeto.

Na sua sede na Praia do Forte você conhece o excelente trabalho deles, além de ver diversos animais marinhos que são recolhidos pelo projeto. Você vê de tudo, desde bebês de tartarugas, até tubarões, moréias e peixes marinhos muito grandes. Alguns deles como as arraias, estrelas-do-mar e lesmas do mar podem ser tocados pelos visitantes em tanques específicos de contato.

O trabalho do Tamar é muito importante para a recuperação das tartarugas e, assim como o Instituto Baleia Jubarte, conta com a ajuda de instituições privadas e doações particulares para se manter. Os dois também aceitam voluntários para todo tipo de função.

Vale a visita para baianos e pessoas de fora não só pelos projetos mas pelas praias muito bonitas, limpas e tranquilas. Só não vale ir lá fazer farofa, destruir a praia e perturbar os animais.

Clicando aqui você confere todas as fotos que tirei nos dois locais.

3 comentários:

Marcio Melo 25 de outubro de 2008 09:25  

Tenho uma foto nesse esqueleto da baleia ai hahahha

Isabel 25 de outubro de 2008 15:37  

Muito bom esse passeio...

Márcio 8 de julho de 2009 17:52  

A Praia do Forte é muito legal, tem o projeto tamar que é muito bom.

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+