Aquecimento global pode trazer de volta velhas doenças

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Doenças anteriormente associadas apenas a países pobres estão cada vez mais próximas dos ditos ricos. A causa disso é o aquecimento global, que também está fazendo velhas pragas voltarem com força total. O aumento de temperatura e umidade está fazendo crescer o número de insetos e roedores, que espalham muitas destas doenças.

A malária é transmitida através de picadas do mosquito do gênero Anopheles. Temperaturas mais altas e climas mais úmidos fazem com que estes transmissores se reproduzam mais rapidamente e em maior quantidade, elevando o número de picadas. As Nações Unidas estimam que o aquecimento global vá fazer com que o número de infectados pela malária suba em 20%.

O Brasil já está sofrendo com o aumento no número dos casos de dengue. Mas aparentemente esta praga não será mais exclusividade de países tropicais. Estudos feitos nos EUA afirmam que a dengue irá avançar para as regiões temperadas com um pequeno acréscimo na temperatura do planeta. Casos de dengue já estão sendo reportados em regiões altas dos Andes e na cidade de Chicago. Locais onde tradicionalmente o ovo e a larva do mosquito morreria congelado.

A encefalite é uma infecção aguda no cérebro, comumente causada por uma infecção viral. As cidades americanas de Saint Louis e Nova Iorque sofreram epidemias de encefalite no verão de 1999, quando as temperaturas ficaram muito altas e o clima muito seco, seguido de fortes chuvas. Como o aquecimento global pode trazer este tipo de clima com mais freqüência é esperado que novas epidemias ocorram. Sem contar que pequenas poças formadas neste tipo de clima são perfeitas para reprodução de sapos e mosquitos.

Por mais medieval e assustadora que possa parecer, a peste bubônica pode estar voltando. Como esta doença é espalhada por ratos e moscas infectadas um estudo sugere que o aquecimento global pode trazer uma nova epidemia da peste negra.

O acrescimento de 1 ˚C durante a primavera seria o suficiente para causar o aumento de 50% na prevalência da bactéria. Outro estudo mostra que quando a primavera foi um pouco mais úmida o número de casos de peste bubônica no estado americano do Novo México cresceu em 60%.

A cólera é uma doença causada pela ingestão de água ou comida contaminada com a bactéria Vibrio cholerae. A Organização Mundial de Saúde alerta que o aumento do nível do mar causado pelo aquecimento global e por fenômenos como o El Niño pode iniciar uma epidemia de cólera.

A Agência Americana de Proteção Ambiental relata que uma explosão na quantidade de algas, que podem estar contaminadas pela cólera, acontece quando a temperatura se torna mais alta.

Muitas das ameaças dos ambientalistas sempre são consideradas exageradas, mas convenhamos que muitas das desgraças preditas nos anos 80 estão se tornando realidade. Porque os governos não fazem um esforço mútuo para que o aquecimento global não ocorra de maneira tão rápida. Não estou sendo radicalista afirmando que emissões de gases prejudiciais ao meio ambiente sejam levadas a zero, mas convenhamos que muito pouco está sendo feito.

Fonte: Matador Volunteer

4 comentários:

Isabel 29 de agosto de 2008 19:01  

O pior é que com a volta destas doenças, os laboratórios vão é ficar felizes com mais oportunidades de lucrar...empresas de controle de pestes, venenos, inseticidas, climatização também...
Infelizmente o geral das pessoas prefere desgraçar tudo e se preocupar apenas com paliativos do que manter a saúde, seja a sua ou do ambiente.

Dmitry 29 de agosto de 2008 19:23  

Em se tratando de grandes empresas podemos sempre contar com a ganância e o lucro fácil.

Tomar atitudes para diminuir o aquecimento global é sempre mais difícil.

Anônimo 1 de setembro de 2008 08:46  

que aquecimento global? A temperatura do planeta está caindo. Há pesquisadores inclusive prevendo invernos cada vez mais rigorosos. o problema é que a mídia comprou essa idéia de aquecimento e não divulga nada que seja em contrário. Essa estória de que os mares vão subir etc e tal não passa de balela. azar de quem acredita.

ass. marcos h.

Dmitry 1 de setembro de 2008 10:45  

Você realmente acha que não há nada de errado? Mesmo que não seja o aquecimento, o ser humano está interferindo de alguma maneira nociva no meio ambiente.

Mais um furacão em uma área onde até pouco tempo eles não existiam não seria mais uma prova? A poluição que despejamos na natureza está surtindo algum efeito adverso no clima.

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+