Schwarzenegger e a Mercedes dando o exemplo

sexta-feira, 27 de junho de 2008

aquecimento global2 Ontem a noite postei sobre o esforço das empresas de petróleo em encobrir o problema da emissão de CO2 na atmosfera. Hoje me deparo com duas notícias que são ao menos mais positivas.

Primeiro o estado da Califórnia (comandado por Arnold Schwarzenegger) lançou um plano detalhado para cortar a emissão de gases poluentes no estado aos níveis de 1990 em até 12 anos. O nível de gases no estado da Califórnia no início da década passada era alto, mas já representa um diminuição considerável.


O plano prevê o uso de aparatos que utilizem a energia mais eficientemente, a diminuição na emissão de gases pelos veículos e a geração de 33% da energia utilizada no estado por fontes renováveis. O plano ainda irá diminuir a liberação de gases por parte de empresas, indústrias e outros negócios, permitindo que elas paguem se quiserem liberar uma maior quantidade de gases. Obviamente nenhuma empresa quer pagar mais pela sua manutenção, portanto elas deverão procurar meios de cortar as fontes desta poluição.


A Califórnia já está dando o exemplo desde 2006 quando uma lei foi aprovada obrigando a diminuição na emissão de gases. Além disso o estado já aumentou a utilização de energia renovável em 5% nos últimos 2 anos.


mercedes_f700 Já a Mercedes-Benz pretende até 2015 tirar de toda a sua linha de produção os veículos movidos a petróleo. A empresa alemã está apostando em veículos elétricos, movidos por células de combustível e biocombustíveis. Um dos primeiros veículos a serem lançados nesta nova política é o F700 (foto), um carro de luxo com características futurísticas (como um boneco 3D como computador de bordo), que será movido pela tecnologia HCCI utilizando biocombustíveis. Segundo a Mercedes o carro será lançado para o público em 2010.

A empresa também está testando 100 carros da série Smart (para 2 pessoas) movidos a eletricidade, que é livre de emissões. Investimentos de 4 milhões de dólares estão sendo feitos nesta meta.


A Mercedes-Benz é a primeira empresa de grande porte a anunciar um movimento deste tipo, espero que outras a sigam levando os carros a terem menos impacto no meio ambiente.

 

Fonte: New York Times, Ecogeek

2 comentários:

Irmão Fabiano 27 de junho de 2008 13:54  

Cara, acho que dificilmente a Mercedez conseguirá trocar toda a sua frota para carros elétricos até 2015, mas se o fizer eleverá e muito o conceito da marca (que já não é nada baixo).

Dmitry 27 de junho de 2008 19:33  

Eu espero que não só eles consigam como que o Smart seja importado para o Brasil a um preço aceitável. Pois ai eu compro um

Related Posts with Thumbnails

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

Google+